Mulher tatuada com suástica desistiu de prosseguir com a investigação

Diz o jornal gaúcho, Correio do Povo:

“O delegado Paulo César Jardim, titular da 1ª DP da Capital, afirmou que está suspensa a investigação do caso em que uma jovem, de 19 anos, teria tido uma suástica desenhada a canivete em sua barriga. Segundo ele, a vítima se negou a representar criminalmente. Com isso, não existe crime e não há como prosseguir a investigação.

O caso teria ocorrido na rua Baronesa do Gravataí, no bairro Cidade Baixa, na última segunda-feira. A jovem chegou a registrar uma ocorrência na Polícia, mas voltou atrás. A vítima teria sido agredida a socos por três homens que a interpelaram após ela descer de um ônibus. Em seguida, foi ferida na barriga com um canivete.”

.Se ela fez uma simulação ou comunicação falsa de crime deve ser punida.
.
Se ela foi ameaçada para não prosseguir com a ação ocaso deveria ser investigado Com a palavra a Polícia Civil de Porto Alegre.

Um colega que mora em Porto Alegre informou:

“Ela pode ter sido atacada, sim, mas por débeis mentais nazistas, que frequentam bares nesse bairro, e que inclusive atacaram judeus anos atrás. Alguns deles foram condenados nos últimos dias. Não tem nada a ver com Bolsonaro”.

Mas ela estava usando uma camisa com a inscrição ” Ele não