Jorge Roriz – Jornalismo de Excelência

Multidões contra Bolsonaro em 66 cidades do Brasil e de outros países

Os protestos de mulheres contra Jair Bolsonaro , candidato à Presidência pelo PSL, ocorreram neste sábado em 66 cidades pelo mundo. Organizadores afirmaram que as manifestações foram pacíficas, com pessoas de diversas orientações políticas. Mesmo nos locais com pequeno número de brasileiros residentes, como a África do Sul, foram realizados eventos.

“A comunidade brasileira aqui não é tão grande, mas conseguimos passar nossa mensagem e vimos que até turistas brasileiros se juntaram ao ato no Sea Point, na Cidade do Cabo”, disse Safiya Beatriz Cezar, que há seis anos vive no país, onde as palavras de ordem dos manifestantes oscilaram entre “ele não” e “Cape Town not him”.

“O legal é que reunimos pessoas de várias legendas, que apoiam vários candidatos, contra o que consideramos o candidato que defende o machismo, o racismo, o fascismo”, disse Safiya.
No Globo

Em São Paulo, a concentração de manifestantes ocorre no Largo da Batata, na zona Oeste da capital paulista. Pequenas apresentações musicais e discursos ocorrem no alto de um caminhão de som estacionado na avenida Brigadeiro Faria Lima. ]

Os atos, que partiram do movimento nas redes sociais #EleNão, ocorrem em pelo menos 40 cidades do país , localizadas em 11 estados, e no Distrito Federal. No Rio, o movimento organizado pelas mulheres se reúne na Cinelândia

 

 

Em 19 cidades do país, também ocorreram manifestações em favor de Bolsonaro.

“Um vídeo que circula nas redes sociais mostra uma multidão de pessoas, vestidas com roupas verde e amarelo, fazendo uma comemoração. A mensagem que acompanha o vídeo diz que as imagens foram gravadas em frente ao hospital onde o candidato a presidente Jair Bolsonaro (PSL) está internado, em São Paulo. Mas a mensagem é #FAKE.” (Informação do G1)