Na Avenida Paulista - Antibolsonaristas x Bolsonaristas

Na Avenida Paulista  - Antibolsonaristas  x Bolsonaristas

A solução é institucional A agressividade nas ruas favorece Bolsonaro Ele quer que o outro lado aja com violencia para justificar a violência dos seus seguidores Bolsonaro quer o conflito.

Uma ato contra o governo de Jair Bolsonaro e autointitulado pró-democracia e antifascista organizado por grupos ligados a torcidas de futebol na Avenida Paulista terminou em confronto neste domingo, 31, entre manifestantes e apoiadores do presidente e também com a Polícia Militar, que interveio e usou bombas de gás lacrimogêneo para dispersar o início de uma briga em frente ao Museu de Arte de São Paulo (Masp). Uma grande confusão, que durou ao menos uma hora, tomou conta da avenida, deixou um rastro de destruição. Ao menos cinco manifestantes foram detidos. ( Estadão)

O grupo era composto por torcedores organizados de Corinthians e Palmeiras fazia um protesto contra o fascismo bolsonarista neste domingo, na Avenida Paulista, quando cruzou com outra manifestação, em favor de Jair Bolsonaro. Houve conflito, que acabou quando a Polícia Militar dispersou o protesto com bombas de gás.

Em Brasília, Bolsonaro  desfilou montado em um cavalo ao lado de seus apoiadores.