Jorge Roriz – Jornalismo de Excelência

“Não tem mais dez medidas, acabou” disse Onyx Lorenzoni

BRASÍLIA – O relator na Câmara do projeto de medidas de combate à corrupção, deputado Onyx Lorenzoni (DEM-RS), afirmou nesta quarta-feira, 30, que parlamentares fizeram um “picadinho” do pacote durante a votação da matéria no plenário da Casa.

“Fizeram um picadinho. Não tem mais dez medidas, acabou. O eixo do projeto era conjunto de medidas que dessem instrumento para que o Brasil pudesse fazer o combate à impunidade e à corrupção. Acabou, não tem mais isso”, afirmou. “E, de quebra, ainda arranjaram um instrumento para ameaçar e investigadores e juízes”, disse, em referência à emenda aprovada que instituiu crime de abuso de autoridade para juízes e membros do Ministério Público.

Para Lorenzoni, deputados fizeram as mudanças como retaliação à Operação Lava Jato. “Foi claro o exercício de vingança ao MP e aos juízes federais, derivado do ódio que existe aqui contra o doutor Sérgio Moro (juiz federal que comanda a Lava Jato na primeira instância)”, disse. “Não tenho muita esperança no Senado. A não ser que a tramitação se dê após 1º de fevereiro (quando Renan Calheiros/PMDB-AL deixa o comando da Casa)”, emendou.

Deputados aprovaram no plenário pelo menos 11 mudanças no texto do projeto anticorrupção que tinha sido aprovado na comissão especial, na semana passada.

Parlamentares aprovaram emendas e destaques para incluir novos temas e retirar trechos do projeto que dificultam investigações e flexibilização a punição a políticos e partidos corruptos.

Informação do jornal O Estado de São Paulo