Jorge Roriz – Jornalismo de Excelência

“Não é claro” se vacinados não transmitem covid-19, alerta OMS

A cientista-chefe da Organização Mundial da Saúde (OMS) admitiu esta sexta-feira que pessoas vacinadas contra a covid-19 podem eventualmente transmitir o novo coronavírus, apesar de a carga viral ser reduzida com a inoculação. Soumya Swaminathan falou na videoconferência de imprensa regular da OMS sobre a evolução da pandemia da covid-19, a partir da sede da organização, em Genebra, na Suíça.

A responsável começou por dizer que os ensaios clínicos mostraram que as vacinas são uma forma eficaz de protecção contra as consequências mais graves da infecção. Contudo, voltou a reforçar a importância das medidas de distanciamento e higienização, referindo a possibilidade de as pessoas vacinadas também conseguirem carregar e transmitir o vírus após a inoculação.

“Acredito que em todos os ensaios clínicos — com as sete ou oito fabricantes que conhecemos — não houve qualquer caso de uma morte ou uma hospitalização [em cuidados intensivos] no grupo de vacinação. É claro que protege quanto à doença grave. Se protegerá totalmente contra a infecção, isso não é claro. Pode reduzir a gravidade da infecção: há relatos de que quem está vacinado, se ficar infectado, a carga viral será menor. Por isso, a hipótese de infectar os outros é menor. Mas até sabermos mais sobre isto, é importante que as pessoas – mesmo depois da vacinação –, mantenham as precauções, usem máscara, lavem as mãos, mantenham o distanciamento social. Mesmo tendo uma infecção assintomática não ficará doente — porque tomou a vacina — mas pode transportar o vírus no nariz e transmiti-lo para outros”, explicou a responsável da OMS.