Noblat não pediu o suicídio de Bolsonaro, compartilhou artigo de Rui Castro

Noblat  não pediu o suicídio de Bolsonaro, compartilhou artigo de Rui Castro

Em artigo na Folha de São Paulo, nesse domingo (10) o escritor e jornalista Rui Castro, sugere que Bolsonaro e Trump cometam suicídio “Para o bem do Brasil, nenhum minuto sem Bolsonaro será cedo demais”,

Se Trump optar pelo suicídio, Bolsonaro deveria imitá-lo. Mas para que esperar pela derrota na eleição? Por que não fazer isso hoje, já, agora, neste momento? Para o bem do Brasil, nenhum minuto sem Bolsonaro será cedo demais”, escreve Castro no artigo publicado neste domingo na Folha de São Paulo, dizendo que Bolsonaro repete “como um papagaio” a tese de fraude nas eleições de Trump como modo de justificar uma possível derrota em 2022.

Citando o caso de Getúlio Vargas, que suicidou-se em 1954 com um tiro no coração e deixou uma carta em que diz que deixa “a vida para entrar na história”, o escritor diz que essa seria uma saída capaz de fazer de Trump “um herói, um mártir, um ícone eterno para seus seguidores idiotizados”.

O artigo provocou ira na ala bolsonarista nas redes sociais, que pediu censura do twitter ao jornalista Ricardo Noblat, da VEJA, que compartilhou o artigo em sua rede social.

“Deu a louca em muita gente ao me atribuir a autoria do que não passa de um trecho do artigo de Ruy Castro, publicado, hoje, na Folha. O link abaixo do trecho remete ao artigo do Ruy. Desde 2008, aqui reproduzo o que a mídia publica, o que eu apuro e comentários que faço.”, escreveu Noblat.

Noblat apenas compartilhou o link do artigo, reproduzindo a frase polémica sobre o suicídio.