Declaração do governador do RJ, coloca em risco a PM e estimula guerra civil

“Aqueles que não se entregarem e que não tirarem o fuzil a tiracolo serão abatidos, porque não merecem viver aqueles que atiram contra a população do Rio”. (Wilson Witzel, governador, que deu ordem à polícia para que matasse)

UM GOVERNADOR DE ESTADO NÃO PODE ESTIMULAR QUE A POLÍCIA MATE PORQUE NÃO EXISTE PENA DE MORTE NO BRASIL. A OBRIGAÇÃO DA POLÍCIA É PRENDER. MATAR, SÓ SE FOR EM LEGÍTIMA DEFESA. UM GOVERNADOR QUE ESTIMULA A MATANÇA, O TIRO IRRESPONSÁVEL, ESTÁ ESTIMULANDO A MORTE DE INOCENTES.  UM TRAFICANTE PODE OBRIGAR UM MENOR SEGURAR UM FUZIL OU OUTRA ARMA E A POLÍCIA MATAR.

O MPF OU O STF NÃO VÃO PUNIR O GOVERNADOR? É NATURAL QUE A POPULAÇÃO ESTEJA REVOLTADA COM ESSA ONDA DE ASSASSINATOS E OS MENOS ESCLARECIDOS PODEM, DESEJAR A MORTE DOS BANDIDOS. MAS UM GOVERNADOR DE ESTADO ( COMANDA A PM) NÃO PODE ESTIMULAR QUE POLÍCIAIS ATIREM.

NÃO EXISTE PENA DE MORTE NO BRASIL. UM SUPORTE DE MICROFONE, PODE SER CONFUNDIDO COM UMA ARMA. QUEM PORTA ARMA DE FOMA ILEGAL, PRECISA SER PRESO E TER  A ARMA APREENDIDA.

O RECADO DO GOVERNADOR TAMBÉM COLOCA EM RISCO OS POLÍCIAS. SE ESTA É A REGRA, TODO POLÍCIAL ARMADO PODERÁ SERA ABATIDO POR BANDIDOS? ISSO É ESTÍMULO A GUERRA CIVIL.

AO ATIRAR EM ALGUÉM, APENAS POR PORTAR ARMAS A BALA PODE MATAR INOCENTES.

JORGE RORIZ

“Inocentes sempre morreram em meio à guerra contra o tráfico, mas nunca um governador estimulou a matança. Nunca autorizou policiais a atirarem de cima de helicópteros em comunidades indefesas. Parem esse louco a quaquer preço”, escreveu Noblat.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.