Novo diretor do presídio é militar e não vai deixar preso fazer festinhas

O novo secretário de Administração Penitenciária (Seap) do Amazonas, Cleitman Rabelo, falou hoje (13) à imprensa poucas horas após ser confirmado no cargo, no lugar de Pedro Florêncio. Rabelo agradeceu o convite, manifestou respeito ao trabalho de Florêncio e afirmou que os presos não terão “nada a mais, nada menos” do que seus direitos.

“Estamos nos inteirando da situação do sistema. Sou militar de formação e vamos prezar a disciplina, o que for de direito dos presos eles vão receber, o que estiver errado vamos corrigir. Para isso seguiremos a Lei de Execuções Penais, nada mais, nada menos”, disse o novo secretário, em entrevista coletiva na tarde de hoje, em Manaus. Apesar da frase forte, Rabelo elogiou o trabalho do secretário anterior e disse que o que funcionou da gestão anterior será mantido.

“Essa filosofia de trabalho implantada pelo Florêncio é elogiável e nós vamos continuar. O que está dando certo nós não vamos mexer. Aquilo que falhou, nós vamos, com muita cautela, corrigir”. O trabalho de Florêncio é tido por pessoas próximas do dia a dia da segurança pública e dos presídios do estado como conciliador, que buscava o diálogo com os presos.

Sabemos que presos não possuem direito a festinha regrada com drogas. Preso não tem direito a ter celular e armas. Diretor de presídio não pode receber propinas de especie alguma, muito menos de facções. Esperamos que isso seja corrigido. (JR)