O cinismo de Marcelo Odebrecht contra Aécio

 

Em seu depoimento de quatro horas ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) nesta quarta-feira, o delator e ex-presidente da Odebrecht Marcelo Odebrecht relatou que o presidente nacional do PSDB, senador Aécio Neves, teria lhe pedido R$ 15 milhões no final do primeiro turno da campanha eleitoral de 2014.

Após ser preso na Lava Jato, contudo, Odebrecht disse ter sido informado que o aporte financeiro acabou não se concretizando.

 Em seu relato, Odebrecht disse que só se recorda de doações oficiais a Aécio.

Marcelo “queima” Aécio com declaração sem provas e diz que doação foi legal.

ELE PREJUDICA A IMAGEM DO TUCANO, MAS NÃO AFIRMA NADA QUE POSSA CONDENAR AÉCIO. Como provar que tal pedido existiu se ele mesmo disse que a doação feita foi legal?

Informar que Aécio fez um pedido, não significa que a doação seria legal ou ilegal (caixa 1 ou caixa 2).

Lembrando que Marcelo é parceiro de Lula…….

Leave a Reply