Jorge Roriz – Jornalismo de Excelência

O desrespeito de Bolsonaro contra a jornalista Vera Magalhães

O ataque misógino de Jair Bolsonaro contra a jornalista Vera Magalhães durante o debate entre presidenciáveis na noite deste domingo (28) gerou uma série de mensagens em solidariedade à jornalista por colegas da imprensa nas redes sociais.

Bolsonaro criticou a pergunta feita por Vera a ele com um ataque misógino: “eu não poderia esperar outra coisa de você. Eu acho que você dorme pensando em mim, você tem alguma paixão por mim”.

“Você não pode tomar partido num debate como esse, fazer acusações mentirosas a meu respeito. Você é uma vergonha para o jornalismo brasileiro”, disparou ainda.

Além de jornalistas, a Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji) publicou uma nota exigindo “que o presidente respeite as profissionais que trabalham na imprensa”.

No momento do ataque, Bolsonaro não foi repreendido por nenhum dos candidatos homens presentes no debate. Simone Tebet reclamou dos ataques e ouviu de Bolsonaro: “não pedi sua opinião”. Na rodada de perguntas que veio a seguir, a candidata Soraya Thronicke, do União Brasil, disse ao candidato à reeleição que não tem medo dele.

Bolsonaro ainda direcionou falas agressivas contra Simone Tebet, dizendo que ela era uma “vergonha no Senado Federal”. A resposta da emedebista sobre as críticas de Bolsonaro sobre a sua atuação na CPI da Covid gerou um pico de menções, e Soraya viralizou com uma declaração de que o presidente era “tchutchuca com outros homens, mas vem pra cima da gente como tigrão”, a