O mensalão ( compra de votos) continua no governo Bolsonaro

Em entrevista ao site Intercep Brasil, o ex- líder de Bolsonaro,  o deputado federal, delegado Waldir (PSL-GO) afirmou que o governo pagou por votos dos parlamentares em votações consideradas prioritárias, como a aprovação da reforma da Previdência e a eleição de Arthur Lira (PP-AL)

Segundo ele, cada deputado recebeu o direito de destinar R$ 10 milhões para suas bases eleitorais pelo apoio à eleição de Lira. Já pelo apoio à reforma da Previdência o prêmio foi maior: R$ 20 milhões. Ele conta ainda que líderes partidários recebiam o dobro dos demais parlamentares….

Optimized with PageSpeed Ninja