O QUE TEMER TEM A VER COM PRISÃO DE 2ª INSTÂNCIA?

Estão plantando na imprensa a ideia de que o presidente Temer se uniu ao PT para defender a prisão de 2ª instância e quer pressionar o ministro Alexandre de Moraes que foi indicado por ele.

Temer é condenado? Não. O que tal decisão do STF implica na sua candidatura? Nada.

Tendo sido professor de Direito Constitucional e escritor de livro sobre este tema, é natural que ele possa defender a Constituição.

Mas em nenhum momento o presidente falou no assunto ou tomou alguma medida para defender a prisão após a 2ª instância.

Surge matérias plantadas na imprensa de que o governo “se arrependeu de ter indicado o ministro Alexandre de Moraes, porque o presidente gostaria que Alexandre blindasse os criminosos ( Matéria dos Antagonistas).

Já o jornal “Metropolis” do DF com o título: “Prisão em 2 instância une PT ao Planalto” diz : “assessores de Temer ( não cita o nome) fez um aceno ao PT” e cita a seguinte nota

“No Brasil do século XXI, alguns querem impedir candidatura. Busca-se impedir ao povo a livre escolha. Reinterpreta-se a Constituição, as leis e os decretos ao sabor do momento. Vê-se crimes em atos de absoluto respeito às leis e total obediência aos princípios democráticos”

ISSO EM NADA ACENA AO PT E NEM DEFENDE A 2ª INSTÂNCIA.

Apenas diz que a prisão ilegal e desnecessária dos seus amigos é para prejudicar a possibilidade de sua candidatura.
Tanto é verdade que as prisões foram revogadas a pedido da procurador Raquel Dodge, dois dias após. Raquel já demonstrou não apoiar Temer. Se ela tomou tal atitude é porque sabe que as prisões foram ILEGAIS
Não se prende pessoas sem serem réus, condenados e sem os requisitos necessários para uma prisão preventiva, apenas para prestar depoimentos.

Resumindo, a imprensa planta notícias para que Temer fique no inconsciente coletivo, associado a defensor de bandidos e aliados de petistas.
O OBJETIVO É MINAR A CANDIDATURA DO PRESIDENTE TEMER.