O relatório da CPI da Covid -19

A Comissão Parlamentear de inquérito (CPI), foi  instalada no Senado Federal em 27 de abril de 2021. Durante mais de 4 meses o Brasil assistiu pela TV Senado, as investigações para saber se muitas das mortes ocorridas no Brasil por Covid 19. poderiam ser evitadas e quem são os responsáveis por essa tragédia. Com base em documentos e depoimentos o relatório final da CPI,  vai pedir a investigação e o indiciamento de 50 pessoas e diversas empresas

Entre as empresas investigadas se destacam a Precisa e a Prevent Sênior, e entre as pessoas o presidente do Conselho Federal de Medicina, Mauro Luiz de Brito Ribeiro, e o presidente da República, Jair Bolsonaro. Segundo o presidente da Comissão Parlamentar de inquérito (CPI), Renan  Calheiros, com certeza vai pedir o indiciamento de presidente..

Entre os prováveis crimes apurados, estão a tentativa de compra de vacinas com preços superfaturados ou propinas, empresas acusadas de prescrever medicações não recomendadas, um gabinete paralelo dentro do ministério da saúde.

O  presidente do Conselho Federal de Medicina,  (CFM) está sendo acusado de apoiar o negacionismo e dá suporte a prescrição de remédios ineficazes com o simples pretextos de conceder a autonomia médica e foi omisso por fatos criminosos.

Os médicos são autônomos para prescrever, mas isso dentro do que é aceito e aprovado pela ciência. Desde 2020 que dezenas de pesquisas científicas e órgãos sérios como a ANISA, FDA ( ANVISA AMERICANA), SOCIEDADE BRASILEIRA DE INFECTOLOGIA, declaram que Ivermectina, Cloroquina não servem nem para prevenção e nem tratamento de COVID 19 e dependendo da saúde do paciente, pode levar a morte.

A CPI da Covid investiga se Prevent Sênior fez “experimentos” em pacientes para testar substâncias que não têm indicação para casos de covid-19 e praticou eutanásia.

o ministro da saúde Marcelo Queiroga ainda será ouvido para dá  explicações sobre a estranha suspensão de vacinas para adolescente ; o atraso na compra de insumos e vacinas ; o estímulo para a população “boicotar” as medidas de isolamento social, a defesa do “tratamento precoce” ineficaz contra a Covid-19; subtração, ocultação ou inutilização de material de salvamento, como testes e equipamentos de proteção; estimulo do não uso de mascaras, aglomerações, crime de violação de medidas sanitárias são alguns dos supostos crimes cometidos pelo presidente.

O relatório final da CPI está sendo elaborado e será apresentado aos senadores no próximo dia 18. A votação do documento está prevista para o dia 20 de outubro.

Segundo o relator da CPI, Renan Calheiros (MDB-AL), uma das constatações mais “duras” a que chegaram as investigações da comissão parlamentar foi a de que muitas das 600 mil mortes causadas pelo novo Coronavírus poderiam ter sido evitadas. os estudos dos especialistas,  Pedro Hallal e da Jurema Werneck comprova isso.

Esperamos que todo o esforço feito pelos parlamentares de apurar os possíveis crimes, não tenham sido em vão e que havendo culpados. eles sejam punidos de acordo com a lei.

Jorge Roriz

Optimized with PageSpeed Ninja