O uso da Cloroquina - Informações IMPORTANTÍSSIMAS

O uso da Cloroquina - Informações IMPORTANTÍSSIMAS

SE CLOROQUINA CURA, E SE MANDETTA LIBEROU O USO COM PRESCRIÇÃO MÉDICA PARA PACIENTES INTERNADOS NÃO GRAVES, SORRIA, NO MUNDO DO GADO BOLSONARISTA, A PANDEMIA ACABOU.
ESTÁ APENAS COMEÇANDO. ONTEM TEVE RECORD DE AUMENTO DE CASOS, EM 24H. QUASE 100%. O DOBRO.

No site do Centro de Prevenção e Controle de Doenças dos Estados Unidos (CDC), está escrito:

“Não há medicamentos ou outros terapêuticas aprovados pela Administração de Alimentos e Medicamentos (FDA) para prevenir ou tratar a COVID-19.”

A orientação atualizada e abreviada acrescenta que “hidroxicloroquina e cloroquina estão sob investigação em testes clínicos” para uso em pacientes com o coronavírus.

Inicialmente, a página do CDC intitulada “Informações para Clínicos sobre Opções Terapêuticas para Pacientes com a COVID-19” dizia: “Embora a dosagem e duração ótimas da hidroxicloroquina no tratamento para a COVID-19 sejam desconhecidas, alguns clínicos dos EUA têm reportado” sobre as maneiras de prescrever o medicamento.

Médicos e outros especialistas da área de saúde haviam criticado as orientações dizendo ainda que elas sugerem que médicos poderiam prescrever os medicamentos quando não estiver claro se eles são ou não são eficazes ou prejudiciais.

Essa “orientação” ( em negrito)  foi retirada.

Segundo reportagem do jornal The New York Times,  Trump tem uma pequena participação financeira na Sanofi, empresa francesa que é uma das maiores fabricantes do medicamento. Além disso, uma das principais acionistas da Sanofi é uma empresa administrada por Ken Fisher, grande doador do Partido Republicano, de Trump..

Outro investidor da Sanofi e da Mylan, também uma empresa farmacêutica, é a Invesco, o fundo anteriormente administrado por Wilbur Ross, o secretário de Comércio de Trump. Ross disse em comunicado na segunda-feira que “não estava ciente de que a Invesco tem investimentos em empresas que produzem ‘o medicamento’, nem tenho qualquer envolvimento na decisão de explorar isso como um tratamento”.

Médicos dos EUA e do Brasil já declararam que não sabem se alguns pacientes melhoram sozinhos ou se cloroquina, de fato, teve alguma influência, enquanto outros que fizeram uso do medicamento não apresentaram melhora e acabaram morrendo.