OMS retira cloroquina de testes em definitivo e confirma novo recorde de casos por Covid

No mesmo dia em que confirmou 212.326 mil casos por Covid-19 em apenas 24 horas, novo recorde mundial, a Organização Mundial da Saúde (OMS) comunicou sua decisão de retirar, definitivamente, a hidroxicloroquina de seus testes científicos.

 

Em nota oficial, a OMS, que suspendera a utilização do medicamento por falta de resultados, confirmou que o questionado remédio, ainda defendido pelo governo do presidente Jair Bolsonaro, não será mais usado em suas pesquisas.

Esta posição foi adotada seguindo a recomendação do comitê de especialistas que assessora a organização e avalia os resultados dos testes realizados em hospitais de diversos países. A recomendação deste comitê foi retirar a hidroxicloroquina e, também, o lopinavir/ritonavir de todos os testes.

“O Comitê Diretor Internacional formulou a recomendação à luz das evidências para hidroxicloroquina e para lopinavir/ritonavir e de uma revisão das evidências de todos os estudos apresentados na Cúpula da OMS sobre pesquisa e inovação Covid-19, em 1 e 2 de julho”, apontou o comunicado.