Onix está sendo torrado - Mais um ministro de Bolsonaro na fila de demissões

Bolsonaro decidiu ontem tirar das mãos de Onyx o Programa de Parcerias de Investimentos (PPI), que cuida das privatizações de estatais e concessões, uma das grandes vitrines do governo.

A situação se agravou após o vai e vem envolvendo o agora ex-secretário executivo da pasta, Vicente Santini, braço-direito de Onyx.

Para Bolsonaro, Santini disse que foi ao Fórum Econômico Mundial em Davos a pedido de Guedes para ajudar na defesa do PPI. Para Guedes, o assessor afirmou que viajou a mando do presidente. Ao saber das versões, Bolsonaro teria ficado possesso: “Mentiroso!”. O que nenhum interlocutor do presidente explica é por que, mesmo assim, Santini foi recontratado na quarta-feira. A nova demissão ocorreu após críticas que Bolsonaro recebeu nas redes sociais.

 

“Onyx tornou-se um caso raro de ex-ministro no exercício do cargo. Não reúne condições mínimas de permanecer no governo. Ou retorna ao seu mandato de deputado federal ou entra na fila do INSS como postulante de uma aposentadoria por invalidez ” Josias de Souza