Papai Noel suspeito de assédio a criança diz ter doença nos testículos

O homem que estava representando o personagem do Papai Noel e que foi demitido de um shopping por supostamente ter ficado excitado enquanto tirava foto com uma menina negou as acusações feitas pela mãe da criança. Em defesa, ele diz que tem uma doença que provoca inchaço em um dos testículos.

O trabalhador de 58 anos, que preferiu não se identificar, registrou um boletim de ocorrência na Polícia Civil, na manhã de hoje (12), e informou que vai entrar na Justiça contra a mãe da menina por calúnia e difamação.

O homem trabalha há trinta anos com recreação infantil e há cinco atua como Papai Noel em shoppings e instituições de caridade. Ele conta que ficou surpreso ao receber uma mensagem da filha contando que estava sendo acusado de assediar uma criança, de acordo com o R7.

O caso se tornou público após a mulher fazer uma publicação em redes sociais, ontem (11). Nas fotos o homem aparece com uma menina no colo. A autora da mensagem diz que ele ficou excitado quando a criança se sentou na perna dele, que a colocava de um lado para o outro e que não queria soltá-la.

O suspeito, contudo, contesta a versão da mulher e diz que sofre de hidrocele testicular, que provoca inchaço no testículo – o que teria provocado o volume registrado pela mãe. “Eu não vou ficar me expondo muito a esta situação, mas se precisar, eu tenho todo aparato médico, inclusive cirurgia marcada”, disse.

O caso foi registrado em um shopping no Centro de Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte. O Papai Noel garante que é inocente e quer apenas seguir a vida de cabeça erguida.

Fonte: Bahia Política