Jorge Roriz – Jornalismo de Excelência

Passaporte vacinal – Bolsonaro não quer e coloca em risco os brasileiros

Coronavírus Brasil

Na Europa, a comprovação da imunização vacinal é exigida nos principais destinos visitados pelos brasileiros, como Espanha, Holanda, Bélgica, Alemanha, França, Finlândia e Eslováquia. Entre os nossos vizinhos sul-americanos, Argentina, Chile, Uruguai e Paraguai também exigem o comprovante.

 

No BRASIL, Começa a vigorar, AMANHÃ, sábado (11 DE DEZEMBRO), a obrigatoriedade do isolamento para viajantes não vacinados que chegarem ao país. O Diário Oficial

Quem chegar de avião terá que apresentar teste de PCR negativo para Covid, feito até 72 horas antes do voo, ou de antígeno feito em até 24 horas, e comprovante de vacinação, com a aplicação da última dose ou dose única.

Quem não tomou a vacina, terá que fazer uma quarentena de cinco dias no destino final da viagem. isso significa que o estrageiro não vacinado, se tiver contaminado vai transitar o vírus até seu destino final, onde ficará em quarentena por cinco dias. Por exemplo, se um viajante contaminado chegar em São Paulo e o destino final for Salvador, ele só fara a quarentena em Salvador, deixando os brasileiros expostos a contaminação, durante todo o trajeto de onde ele chegou até o destino final;

Depois da quarentena, o viajante fará um novo teste. Se der negativo, está liberado; se der positivo, serão mais dez dias de isolamento. O endereço da quarentena fica registrado na declaração de saúde do viajante e os custos são de responsabilidade da pessoa.

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, disse que a fiscalização da quarentena caberá a estados e municípios. O QUE REPRESENTA CUSTOS DESNECESSÁRIOS.

O GOVERNADOR DE SP, JOAO DORIA DECIDIU QUE A PARTIR DO DIA 16 O PASSAPORTE SERÁ EXIGIDO a todos que chegarem ao estado. O Governador do Distrito federal também planeja adotar a medida.

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luís Roberto Barroso, sinaliza que vai acolher a ação, protocolada pela Rede Sustentabilidade, que pede a obrigatoriedade de comprovação de vacinação contra o Covid-19 para quem entra no Brasil.

A PERMISÃO DE PESSOAS NÃO VACINADAS ENTRARAM E CIRCULAREM NO PAÍS, MESMO EM ISOLAMENTO DE 5 DIAS, É UMA PORTA ABERTA PARA A ENTRADA DE CONTAMINADOS COM O CORONAVITUS E SUS VARIANTES JÁ CONHECIDAS, ASSIM COMO OUTRAS VARIANTES MAIS PERIGOSAS OO QUE AS ATUAIS QUE NÃO TENHAM AINDA SIDO AINDA DESCOBERTA.

O PRESIDENTE BOLSONARO E O MINISTÉRIO DA SAÚDE, NA CONTRAMAO DOS PAÍSES CIVILIZADOS, COLOCA OS BRASILEIROS EM RISCO CRIANDO UMA NORMA DE DIFÍCIL FISCALIZAÇÃO E CUSTOS PARA OS ESTADOS E MUNICÍPIOS.

O ISOLAMENTO DO ESTRANGEIRO ISOLADO SERÁ DE APENAS 5 DIAS, PORÉM COMO SÃO NECESSÁRIOS 14 DIAS PARA QUE UM RECENTE CONTAMINADO, TENHA EXAME POSITIVO,, CORREMOS O RISCO DO ESTRANGEIRO CONTAMINADO, APOS O ISOLAMENTO DE 05 DIAS, TENHA TESTE FALSO NEGATIVO E FIQUE NO PAÍS TRANSMITINDO O VÍRUS PARA OS BRASILEIROS.

MAIS SEGURO E COM MENOR CUSTO É EXIGIR A COMPROVANTE DE VACINAÇÃO PARA ENTRAR NO PAÍS, EM EM CASO DE NÃO VACINADOS, A EXTRADIÇÃO IMEDIATA DO ESTRANGEIRO. O passaporte da vacina é defendido pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e o Conselho dos Secretários de Saúde.

O BRASIL NÃO PODE SER O PARAÍSO DO TURISMO NEGACIONISTA E BERÇO DE NOVAS VARIANTES DO CORONAVÍRUS.