Jorge Roriz – Jornalismo de Excelência

Passeio de moto criminoso do presidente Bolsonaro

Bolsonaro usa helicóptero da FAB e moto com placa coberta para participar de ato de campanha pessoa
e também não usa máscara e promoveu aglomerações
SÃO VÁRIOS CRIMES
Governo de São Paulo multa o presidente Jair Bolsonaro por gerar aglomeração no estado. Ele participa de “motociata” junto ao filho Eduardo Bolsonaro e o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes, que também foram multados. A penalidade é de R$ 550 pra cada.

 

Bolsonaro discursou em um carro de som na região do parque do Ibirapuera. No palanque, Bolsonaro e seus apoiadores não utilizavam máscara. Entre o carro de som e o Monumento às Bandeiras, as pessoas estavam aglomeradas e, em sua maioria, não utilizavam a proteção facial. (Folha)

Bolsonaro também falou novamente sobre tratamento precoce, que não tem comprovação científica. Ele disse que utilizou hidroxicloroquina após ter contraído covid-19 no ano passado. “No dia seguinte, estava curado”, disse. (Folha)

“A motociata de Bolsonaro custou aos cofres públicos R$ 1,2 milhão, apenas na operação de segurança: 6.300 policiais, Baep, Choque, Canil, Bombeiros e Regaste. E o apoio de 5 aeronaves, 10 drones e 600 viaturas”.

BOZO PAGOU AS ASSOCIAÇÕES DE MOTOQUEIROS PARA A FALSA EXIBIÇÃO DE APOIO. AGLOMEROU, NÃO USOU MÁSCARA, USOU MOTO COM PLACA ESCONDIDA. SÃO VÁRIOS CRIMES.

ELE USOU AVIÃO DA FAB PARA SOBREVOAR A MANIFESTAÇÃO. COMBUSTÍVEL PAGO PELO POVO PARA ELE FAZER CAMPANHA ELEITORAL