Jorge Roriz – Jornalismo de Excelência

Pastor Everaldo vai continuar preso

O ministro Benedito Gonçalves, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), converteu nesta sexta-feira (4) de temporária para preventiva a prisão do Pastor Everaldo, presidente do PSC. Gonçalves atendeu a um pedido da Procuradoria Geral da República (PGR).

Ele foi preso na mesma operação que levou ao afastamento do governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC).

O Pastor batizou o presidente Bolsonaro no rio Jordão em Israel.