Jorge Roriz – Jornalismo de Excelência

Paulo Coelho quer financiar o Festival de Jazz do Capão, após perseguição fascista de Mário Frias

Paulo Coelho e a esposa, a artista plástica Christina Oiticica, anunciaram que vão bancar o evento que foi censurado e está sendo perseguido pelo secretário especial de Cultura, Mário Frias Filho, por publicação “antifascista e pela democracia” nas redes

Pelas redes sociais na madrugada desta quarta-feira (14), o escritor Paulo Coelho e a esposa, a artista plástica Christina Oiticica, anunciaram que vão bancar os custos do Festival de Jazz do Capão, evento que acontece há 10 anos na Bahia e que foi alvo de censura e perseguição pelo governo Jair Bolsonaro.

“A Fundação Coelho & Oiticica se oferece para cobrir os gastos do Festival do Capão, solicitados via Lei Rouanet (R$ 145,000) Entrem em contato via DM pedindo a alguém que sigo aqui que me transmita. Única condição: que seja antifascista e pela democracia”, anunciou o casal no Twitter do escritor.