Por que a PEC 241 é essencial para o Brasil?

Imagine que você ganhasse um cartão de crédito tendo como único limite de gastos a sua consciência. E, para completar, você ainda pudesse imprimir o seu próprio dinheiro (plenamente aceito em todo o país) e tomar emprestado mais dinheiro para pagar a fatura do cartão se necessário.

Foi assim que o estado brasileiro funcionou por muito tempo. Tendo como único limite de gastos a consciência de cada governante, sendo livre para imprimir dinheiro (tanto o governo federal quando boa parte dos governos estaduais, os quais também tinham seus bancos) e ainda podendo tomar empréstimos (por meio da emissão de dívida pública) para rolar o pagamento das dívidas anteriores (mais ou menos como se o governo pagasse apenas o valor mínimo da fatura do cartão de crédito), o estado brasileiro se esbaldou nos gastos, assim como você muito provavelmente faria se tivesse o mesmo poder. Foram Ferraris de obras mastodônticas pra cá, BMWs de cidades quadradas e cinzas pra lá, planos econômicos acolá, e assim se deu até os anos 1980. Leia a matéria completa  (ILSP- Pensamento Livre) e saiba por que a PEC 241 é essencial para o Brasil. O texto é bastante esclarecedor. Vale a pena ler e divulgar.

,