Se a perícia ignorar a fraude será fraude pericial – STF interfere no legislativo e ajuda Dilma

LEVAWDOWSKI AJUDANDO DILMA. COM OS ROMBOS E A SEQUÊNCIA DE ILEGALIDADES FISCAIS EM ANOS CONSECUTIVOS, A PERÍCIA NÃO SERIA NECESSÁRIA. SERÁ QUE OS PERITOS SÃO SUPERIORES AOS MINISTROS DO TCU QUE CONDENARAM AS CONTAS DE DILMA POR UNANIMIDADE DIVERSAS VEZES?

O presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), Ricardo Lewandowski, decidiu, nesta segunda-feira (13), derrubar uma decisão da comissão especial do impeachment e acatar um pedido feito pela defesa da presidente afastada Dilma Rousseff para que o colegiado realize uma perícia contábil sobre os fatos que motivam a denúncia contra ela: as chamadas pedaladas fiscais e a edição de decretos suplementares de crédito sem autorização.

Na última quarta-feira (8), o ex-ministro da Justiça e ex-advogado-geral da União José Eduardo Cardozo, que defende Dilma, apresentou o pedido ao colegiado sob o argumento de “esclarecer os fatos relacionados à inexistência de materialidade, de lesividade e de conduta típica, elementos centrais para que esteja definitivamente provada a inocência da senhora presidenta”.

 

Em sua decisão, Lewandowski afirmou que a perícia “guarda relação direta com as teses da defesa” e não se mostra “irrelevante ou impertinente”. O ministro argumentou também que a perícia “evita futuras arguições de nulidade do processo por parte da defesa” e lembrou que a perícia não ensejará custos ao Senado porque foram designados técnicos da própria Casa.

Deixar uma resposta

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial