PETISTAS NÃO POSSUEM ARGUMENTOS

Em seu despacho revogatório, o juiz Sérgio Moro  destacou que  a Procuradoria e a Polícia Federal desconheciam que ”o ex-ministro acompanhava o cônjuge acometido de doença grave em cirurgia.” Esclareceu ter sido informado pela Polícia Federal de que a prisão foi praticada “com toda a discrição, sem ingresso interno no hospital.” E revogou a ordem, sem prejuízo da busca já realizada no apartamento de Mantega e de providências posteriores.
Ao invés de esclarecer os fatos e mostrar a “inocência” do ex- ministro petista, ou das graves acusações de propinas envolvendo a Petrobras, Campanha de Dilma, eles reclamaram apenas da prisão.
Não é verdade que Mantega foi preso dentro de uma UTI.  A ordem de prisão não pode ser revogada porque o acusado está fazendo algo pessoal ou familiares. O próprio ex- ministro Guido Mantega disse que foi muito bem tratado.