Polícia Federal concluiu que Lula era chamado de “Amigo” e recebeu R$ 23 milhões

Tomando uma pinga antes de ser preso……..

Na planilha da propina, Lula era chamado de “amigo”. A conclusão é da Polícia Federal

Há respaldo probatório e coerência investigativa em se considerar que o ‘AMIGO’ das planilhas faça referência a Luiz Inácio Lula da Silva”, escreveu o delegado Filipe Hille Pace.

As planilhas indicam um saldo, supostamente de propinas, de R$ 23 milhões em favor do “amigo”, ou Lula. Desse total, R$ 8 milhões teriam sido pagos em 2012, “sob solicitação e coordenação de Palocci”, segundo o relatório. Não se sabe o que ocorreu com os R$ 15 milhões restantes.

Os outros beneficiados da planilha são “Itália”, que seria Palocci, Pòs itália , seria Guido Mantega.

Lula  diz que  não sabe de nada e não recebeu nada……..

A conclusão sobre a identidade do “Amigo” é baseada em e-mails e mensagens de Marcelo Odebrecht, que fazem referência às alcunhas “Amigo de meu pai” e “Amigo de EO [Emílio Odebrecht]”, de acordo com relatório policial.

Na mensagem de e-mail,  segundo a PF, o ex-executivo Alexandrino Alenca, se refere a “amigo de EO” (Emílio Odebrecht) para relatar detalhes de uma programação de viagens com Lula pela África.

Em outro e-mail, de 2013, Alencar escreveu: “reunião com o amigo de seu pai foi boa” e diz que está uma viagem para Peru, Equador e Colômbia está “ok”. Nas datas mencionadas na mensagem, Lula de fato viajou para esses países.

As informações são da Folha de São Paulo