Polícia Federal deflagra a 29ª etapa da Operação Lava Jato

A Polícia Federal realiza na manhã desta segunda-feira a 29ª fase da Operação Lava Jato. Estão sendo cumpridos seis mandados de busca e apreensão, um mandado de prisão preventiva e dois mandados de prisão temporária. Os agentes cumprem mandados em Brasília, Pernambuco e no Rio de Janeiro. Os investigadores encontraram indícios de formação de quadrilha, lavagem de dinheiro e corrupção passiva envolvendo contratos em obras da Petrobras.

O alvo principal da 29ª fase, batizada de Repescagem, é o ex-assessor João Claudio Genu, braço direito do ex-deputado federal José Janene, morto em 2010 e um dos nomes já julgados no escândalo do mensalão. Ele foi detido em Brasília. Também é alvo dos policiais Lucas Amorim, apontado como responsável por receber propina do doleiro Alberto Youssef em nome de Genu.

 

Na Operação Lava Jato, os indícios são de que Genu continuou recebendo propina durante o julgamento do mensalão no Supremo Tribunal Federal e também pelo menos até 2013, quando já estava condenado. Em março de 2014, por seis votos a quatro, o plenário do Supremo anulou a condenação do ex-assessor pelo crime de lavagem de dinheiro ao julgar embargos infringentes. ( VEJA)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.