Jorge Roriz – Jornalismo de Excelência

Polícial Militar do DF é testemunha de fraude

Boa tarde, sargento Ivomar, Polícia Militar do Distrito Federal. Estou aqui na sede da Polícia Federal, fui acionado por um representante do TSE, que é o responsável por fazer a verificação das urnas, da coleta de dados e o envio”

“Ele informou pra gente que, quando foi confirmar a chave dele deu erro … a urna que deveria estar zerada já veio com a suspeita de ter votos impressos nela … ele (o funcionário do TRE) informou o superior dele e obteve e resposta de que deveria enviar do jeito que estava”

“Ele (o funcionário do TRE) se negou e entrou em contato com vários colegas dele … ele nos repassou que o problema é no Brasil inteiro”