Jorge Roriz – Jornalismo de Excelência

Raquel Dodge – Falta pouco para sua saída -Ela apoiou as perseguições ilegais contra Temer

Ricardo Athayde Filho ( via Facebook)

HÁ LIMITES PARA TUDO, MENOS PARA A RUINDADE?O PODER CORROMPE? FALTAM 18 DIAS PARA RAQUEL DODGE IR PARA CASA “LAVAR ROUPAS”?. Se tem uma coisa muito presente na política essa coisa é o imponderável. Quando Raquel foi alçada a PGR – por coincidência- eu conhecia toda a sua trajetória e é claro elogiei a escolha de Temer baseado no belo currículo e convenhamos, os outros beiravam a mediocridade, vamos dar uma pausa e conhecer um pouco a Raquel sem o poder. Graduada em direito pela Universidade de Brasília, e depois mestrado em Harvard, entrou para o Ministério Público Federal como procuradora da República em 1987, sempre voltada a processos envolvendo a defesa dos DIREITOS HUMANOS, principalmente casos sobre trabalhadores em situação análoga à escravidão e violações aos direitos indígenas, integrou ativamente a operação que investigou o esquadrão da morte no Acre ligado as milícias, coordenou de forma magistral a força-tarefa da Operação Caixa de Pandora, da Polícia Federal, responsável por investigar um esquema de corrupção em Brasília do então pilantra governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda, cassado e preso na FORMA LEGAL, foi coordenadora da Câmara Criminal do MPF, membro da 6ª Câmara, Procuradora Federal dos Direitos do Cidadão Adjunta. Atuou na equipe que redigiu o 1.º Plano Nacional para Erradicação do Trabalho Escravo no Brasil, e na 1.ª e 2.ª Comissão para adaptar o Código Penal Brasileiro ao Estatuto de Roma. Dito isso justifico o porquê do meu incondicional apoio a indicação de Temer, mas fato é que quando Raquel assumiu o poder deixou de ser a Raquel Dodge comprometida com os DIREITOS HUMANOS E O ESTADO DE DIREITO e assumiu uma postura de eterna política candidata a recondução. Eu não acredito em involução e nem em amnésia parcial, não acredito que Raquel tenha desaprendido o que leu na CF/88 e tenha aderido ao PORCO DIREITO ACHADO NAS RUAS. É nojento lembrar de todas as atrocidades feitas com Temer e apoiadas por ela, é nojento assistir pedindo o veto total da LEI DO ABUSO DE AUTORIDADES, é nojento ver criticando Tóffoli pela decisão de impedir QUEBRAS DE SIGILOS DE FORMA ILEGAL, e agora é nojento ver ela criticando a decisão do STF (2ª turma) que apenas ratifica o artigo *5º inciso LV que garante o DIREITO A AMPLA DEFESA NA GARANTIA DOS DIREITOS FUNDAMENTAIS DO CIDADÃO QUE ALIÁS CLAUSULA PÉTREA (anexo ao fim do post). Chego a conclusão que o poder não é para todos e no caso da Raquel (que defendi) o poder corrompeu toda a sua biografia e só me resta dizer. TCHAU QUERIDA, JÁ VAI TARDE, MESMO SABENDO QUE AINDA ASSIM PODE VIR COISA PIOR, MAS PARA QUEM ACHAVA QUE NADA PODERIA SER PIOR QUE O CRETINO JANOT, ESTOU PREPARADO. Raquel Dodge na sua gestão (desastrosa) comprovou que POLÍTICA E JUSTIÇA SÃO ASSUNTOS QUE NÃO DEVEM SE MISTURAR, ATÉ PORQUÊ A JUSTIÇA É CEGA E OS POLÍTICOS ENXERGAM MUITO BEM, AINDA MAIS QUANDO POR INTERESSES PRÓPRIOS. PONTO.? -OPS é bom lembrar que seus filhos moram no EUA então estão livres das consequências das merdas patrocinadas por ela- PONTO FINAL. ?(*Art. 5º Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade, nos termos seguintes:
LV – aos litigantes, em processo judicial ou administrativo, e aos acusados em geral são ASSEGURADOS O CONTRADITÓRIO e ampla defesa, com os meios e recursos a ela inerentes”).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.