Raul Jungmann: ‘Invasão aos prédios dos três poderes seria impossível sem facilitação da segurança’

O ex-ministro Raul Jungmann, que comandou a Segurança Pública nos governos petistas e a Defesa de Temer, calou a bancada que o entrevistava no programa de William Waack. Sem rodeios disse ser impossível uma invasão aos Palácios do Planalto, Alvorada e Jaburu.

No subsolo dos três, existe uma guarda permanente com 40 homens treinados e armados até os dentes. Têm comunicação permanente com o QG, e autoridade para pedir reforço até para batalhões.

A sede do QG do Exército está a 5,0 km da Praça dos Três Poderes. Alguns disparos de advertência, balas de borracha, gás lacrimogêneo, tinham dispersado os poucos invasores do Palácio do Planalto. A maioria estava no Congresso e no STF.

Jungmann sugeriu uma investigação profunda, concordou que os atos foram de terroristas preparados e chegou a insinuar que sem colaboração da segurança do Palácio, nenhum deles teria cruzado a porta principal.