Recusa do STF para o HC de Lula repercute no mundo

A maioria dos veículos afirmou, após o voto da ministra Rosa Weber contra o HC de Lula, que a Corte “abre a porta” para a prisão do petista e o afasta cada vez mais da possibilidade de ele concorrer novamente ao Planalto.

Coube à presidente da Corte, ministra Cármen Lúcia, o voto de desempate, negando o pedido do ex-presidente. Votaram contra o habeas corpus, além de Cármen, os ministros Edson Fachin, relator do caso, Alexandre de Moraes, Luís Roberto Barroso, Rosa Weber e Luiz Fux.

O New York Times diz que a decisão do STF tem o potencial não somente de “aniquilar” as ambições políticas de Lula como também de “reformular o sistema de Justiça do Brasil em meio à longa campanha contra a corrupção”

O El País faz cobertura em tempo real do julgamento e diz que o voto do Supremo se inclina para permitir a prisão de Lula. “Há também um impacto sem precedentes nas eleições de outubro”, lembra o jornal espanhol.

Com chamada na capa do site, o Financial Times lembra que Lula deixou o poder em 2010 como um dos mais populares políticos do mundo e que ainda lidera as intenções de voto para a eleição de outubro, a qual se espera ser “a mais imprevisível em décadas”. Já o The Guardian traz uma galeria de fotos com protestos pela prisão do ex-presidente.

Já o argentino Clarín faz longo perfil da vida pública de Lula, que, segundo o jornal, “é um animal político que desperta ódios e amores”.