Renan protege senadores corruptos do PT

RENAN CONGELOU INVESTIGAÇÕES CONTRA SENADORES, EM SUA PRESIDÊNCIA
CONSELHO DE ÉTICA E CORREGEDORIA PRATICAMENTE NÃO FUNCIONAM.
No Senado, o Conselho de Ética se reuniu pela última vez em maio de 2016, ainda assim em caráter de emergência, porque a Casa queria se livrar de Delcídio do Amaral (ex-PT-MS), que, preso, entregou vários colegas. Hoje não há sequer designados para integrar o conselho, muito embora dois senadores sejam réus no Supremo Tribunal Federal: o próprio ex-presidente, Renan Calheiros (PMDB-AL), e a ex-ministra e senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) – ambos acusados de corrupção. A informação é do colunista Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

Deixar uma resposta