Jorge Roriz – Jornalismo de Excelência

Representante da FAO afirma que o Brasil não priorizou o combate a fome

Segundo o Inquérito Nacional sobre Insegurança Alimentar no Contexto da Pandemia da Covid-19 no Brasil, conduzido pela Rede PENSSAN e divulgado no início de junho, 33,1 milhões de brasileiros vivem em situação de fome no país. No fim de 2020, eram 19,1 milhões.

Rafael Zavala, representante da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO/ONU) no Brasil,afirma que o Brasil deixou de priorizar o combate à fome nos últimos anos, levando a uma “cifra assustadora” de insegurança alimentar em todo seu território.

Não se priorizou o combate à fome em nível nacional”, disse Rafael Zavala em entrevista à BBC News Brasil.

Deixar a fome voltar foi uma opção do governo Bolsonaro. “Não foi a pandemia. A Insegurança alimentar no Brasil piorou quatro vezes acima da média de 120 países”, (dados da FGV)

A entrevista à BBC NewS, foi realizada nesta quinta-feira (30/06) na Conferência de Segurança Internacional do Forte de Copacabana,RJ.