Jorge Roriz – Jornalismo de Excelência

Representantes dos caminhoneiros estão decepcionados com Bolsonaro

O governo federal apresentou na ulitima sexta-feira (13) ao Supremo Tribunal Federal (STF) uma ação direta de inconstitucionalidade (ADI) para garantir que estados reduzam o valor do ICMS cobrado sobre o óleo diesel.
Leia mais em: https://www.gazetadopovo.com.br/economia/bolsonaro-aciona-stf-para-obrigar-estados-a-reduzir-icms-do-diesel/
Copyright © 2022, Gazeta do Povo. o ministro indicado por Bolsonaro, Mendinça acatou o pedido, mas os estados vão recorrer da decisão

os caminhoneiros estão de luto, porque Bolsonaro não cumpriu a promessa de mudar a política de preços dos combustíveis. “A cereja do bolo é os 20 milhões de brasileiros abaixo da linha da pobreza serem obrigados a usar quase 10% do salário mínimo na aquisição de um botijão de gás de cozinha”, a critica é do deputado Nereu Crispim (PSD-RS), presidente da Frente Parlamentar Mista em Defesa dos Caminhoneiros Autônomos e Celetistas,

Para o deputado, a ação é uma “mentira deslavada” e uma “hipocrisia eleitoreira” porque, avalia, o próprio Bolsonaro é o responsável pela crise. “O que todos já sabemos é que isso não passa de uma ação para ganhar tempo e escolher outro fantoche para boi de piranha, para justificar sua incompetência e promessa não cumprida”, diz.

“A União, por seu representante, o presidente da República Jair Bolsonaro, monta mais uma peça do teatro da Petrobras, usando ministros de fantoches, na tentativa de justificar o que não tem responsabilidade para resolver”, afirma.