A resposta do ministro da Justiça

EM CARTA ASSASSINADA, ARAGÃO,CARDOSO E TARSO, PEDEM SAÍDA DE ALEXANDRE DE MORAES.

Uma carta aberta divulgada pelo Centro Acadêmico XI de Agosto e assinada por mais de 100 advogados, juristas pede a renúncia do ministro da Justiça, Alexandre de Moreaes. O documento afirma, sobre Moraes, que a “postura omissa e inábil o torna absolutamente incompatível com a posição de ministro da Justiça e, assim, reiteramos nosso repúdio por suas ações e pedimos que tenha a grandeza de renunciar ao cargo”. Entre as personalidades que assinam a carta estão três ex-ministros que já ocuparam o cargo: José Eduardo Cardozo, Tarso Genro e Eugênio Aragão.

O Centro Acadêmico XI de Agosto representa os estudantes da Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo (USP). O ministro Alexandre de Moraes foi aluno da faculdade e também é professor de Direito Constitucional.

 

É inegável que o ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, cometeu erros, porém, quando 100 juristas petralhas, os comunas Aragão, José Eduardo Cardoso e Tarso Genro, e ” estudantes esquerdistas assinam uma carta pedindo a saída de MORAES. SIGNIFICA QUE ELE É BOM
QUANDO ALGUÉM INCOMODA OS PETRALHAS, É PORQUE É BOM.
A TAL CARTA LEMBRA UMA CARTA DE MAIS DE 500 “JURISTAS” E “ARTISTAS” QUE PROTESTARAM CONTRA O IMPEACHMENT DE DILMA. AFIRMANDO SER O IMPEACHMENT UM “GOPI”
NÃO VALE UMA NOTA DE R$ 3,00.

Ministro da Justiça responde a petistas: Se eles falassem menos e trabalhassem mais, não estaríamos nessa situação.