Roda Viva -22/10/2018 – Destaques

Destaques na entrevista:

Quando perguntado sobre o emprego da palavra “fascista” para classificar o oponente, Haddad reiterou na sabatina, chamando Bolsonaro de “bicho”: “Ele tem como vice um torturador. Tem como ídolo um torturador, que é (o general Brilhante) Ustra. Para mim, isso é fascismo. Se vocês quiserem dar outro nome pra adocicar o Bolsonaro… Estamos diante de um bárbaro, que não respeita ninguém há 30 anos. É o pior dos porões”.

O filho do Bolsonaro diz que vai declarar guerra a Venezuela. Ele sequer conhece a capacidade bélica das Forças Armadas brasileiras. Vai mandar jovens brasileiros pra morrer por uma causa que não é nossa? (Haddad)

” O meu adversário nunca administrou nem um buteco”

Jair Bolsonaro é uma pessoa que saiu dos porões da ditadura e que vem galgando degraus para a restauração de uma ordem que a gente não quer mais. Ele representa a volta aos anos de chumbo desse país, algo que ninguém sente saudades.

Estamos alertando o Brasil. Meu adversário tem como principal herói o mais bárbaro torturador da ditadura militar. Ele não respeita a redemocratização. As qualificações dele não o habilitam pra governar o país em uma democracia.

Corremos risco de perder mercado na exportação agrícola caso Bolsonaro seja eleito, pela sua falta de compromisso com as questões ambientais.

O que está em jogo no Brasil é tão sério que acho que nenhum projeto individual poderia se sobrepor a isso

Meu adversário tem como principal herói o mais bárbaro torturador da ditadura militar. Ele não respeita a redemocratização. As qualificações dele não o habilitam pra governar o país em uma democracia.

“Se não fizer uma reforma bancária não teremos um capitalismo moderno”

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial