Jorge Roriz – Jornalismo de Excelência

Rússia vai invadir a Ucrania – 190 mil soldados esperam apenas a ordem de Putin

Ucrânia decreta estado de emergência e se prepara para o ataque russo

o governo da Ucrânia convocou seus cidadãos que estão no alistamento militar, pediu aos seus cidadãos que deixem o país e declarou estado de emergência. Eles esperam um ataque da Rússia a qualquer momento. “Prevendo o que pode ser o próximo passo da Rússia, dos separatistas ou as decisões pessoais do presidente russo, eu não posso dizer”, afirmou o presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelenskiy.

O clima de incerteza afetou os mercados financeiros, mas o preço do petróleo caiu na quarta-feira, os mercados globais interromperam uma tendência de queda de quatro dias e a demanda por ativos seguros diminuiu enquanto líderes ocidentais e a Ucrânia aguardam a próxima jogada de Putin. o governo ucraniano anunciou que haverá serviço militar obrigatório para todos os homens em idade de combate.

o presidente russo, Vladimir Putin, reconheceu a independência de duas regiões rebeldes apoiadas por Moscou nesta semana, e decretou o destacamento de tropas russas como “mantenedores da paz”.

Segundo os EUA, mais de 190 mil soldados russos estão na fronteira da Ucrânia e os russos aumentaram seus estoques de sangue. São sinais que o ataque está sendo planejado.

China apoia Rússia:

A porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China, Hua Chunying, pediu negociações para reduzir as tensões que crescem rapidamente. Segundo ela, os EUA estão alimentando as tensões ao fornecer armas defensivas à Ucrânia e criando medo e pânico,

Ela ignora e não cita  que a Rússia mantem  190.000 soldados russos na fronteira ucraniana.

o Departamento de Defesa dos Estados Unidos, informou  nesta quarta-feira, 23. que  cerca de 80% dos 190.000 soldados russos e forças separatistas da Ucrânia estão mobilizadas para o combate apenas a espera da ordem do presidente Vladimir Putin.

Jorge Roriz