Jorge Roriz – Jornalismo de Excelência

Salvador registra recorde de público no mutirão de vacina contra gripe 

A megamobilização contra a gripe em Salvador, montada pela Secretaria Municipal da Saúde (SMS) nesta última sexta-feira (17), registrou recorde de público. Mais de 72 mil pessoas compareceram aos 90 pontos de imunização, entre fixos, drive-thrus e volantes, na estratégia que envolveu centenas de profissionais para a aplicação da vacina.

O Mutirão de Vacinação contra Influenza foi realizado em locais com grande circulação de pessoas como shoppings, supermercados, estações de transbordo e as sedes das Prefeituras-Bairro. A estratégia foi voltada para os moradores da capital baiana com idade igual ou superior a seis meses que ainda não haviam sido imunizados contra a gripe esse ano.

O titular da SMS, Leo Prates, agradeceu à população por ter comparecido em massa para a vacinação, e aos profissionais de saúde pelo empenho e dedicação na estratégia. O gestor ainda avaliou o resultado expressivo da ação.

“Tivemos uma extensa campanha contra a influenza durante o ano, mas com baixa adesão. O rápido crescimento de casos de gripe no Rio de Janeiro, caracterizado logo após como surto da doença na cidade, levou Salvador a tomar medidas rápidas, como a solicitação de doses extras para o município e ampliação de unidades de referência para imunização, além de inúmeros apelos na imprensa para que a população buscasse a vacina. Os números conquistados ontem foram extremamente positivos e são de extrema importância para proteger vidas e impedir a circulação do vírus na cidade”, declarou Prates.

Números – Salvador já contabiliza 170 casos confirmados de Influenza, entre variados subtipos. Foram registradas duas mortes por H3N2.

Crianças – A vacinação contra a Influenza neste sábado (18) está sendo disponibilizada exclusivamente para crianças de seis meses a 5 anos, 11 meses e 29 dias residentes em Salvador, no 5º Centro de Saúde, nos Barris. O posto funciona como ponto fixo e drive-thru, das 8h às 16h. É necessário que os pais ou responsáveis levem o cartão SUS de Salvador e cartão de vacinação dos pequenos para acesso ao imunizante.

Fotos: Ascom/SMS