Se Bolsonaro quiser, Temer poderá fazer a Reforma da Previdência

Reforma da Previdência

Temer disse que o governo poderá trabalhar pela aprovação da reforma da Previdência ainda este ano caso Bolsonaro assim o deseje, mas, para isso, não poderão ser feitas muitas alterações no texto atual. “[A reforma da Previdência] só irá adiante se tiver o apoio do presidente eleito e de sua equipe. Eu acho que se for modificar demais o que está pronto, não dá tempo. Se quisermos avançar na proposta que já está pronta, teremos cerca de dois meses”.

O presidente não sabe quando encontrará seu sucessor, mas avisou que poderá disponibilizar um avião da Força Aérea Brasileira (FAB) para seu traslado. Além disso, Temer ofereceu as instalações da Granja do Torto, residência oficial muito pouco frequentada por ele, para a equipe de Bolsonaro.

Nesta segunda-feira (29), em sua primeira entrevista à imprensa após a eleição, o presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) afirmou que vai conversar com o presidente Michel Temer para tentar aprovar “ao menos parte” da reforma da Previdência ainda em 2018, antes de assumir o cargo.

Bolsonaro afirmou:

Semana que vem estaremos em Brasília e tentaremos junto ao atual governo de Michel Temer aprovar alguma coisa. Senão toda a reforma da Previdência, ao menos parte, para evitar problemas para um futuro governo.

O presidente eleito afirmou ainda que vai pedir ao atual Congresso que evite “pautas bobas que aumentem ainda mais esse déficit, sob o risco de o Brasil entrar em colapso”.

“As conversas já conversaram. Muitos partidos vieram conversar comigo”, concluiu.