Seis pessoas permanecem reféns em rebelião em presídio em Taubaté

Quatro religiosos e dois agentes penitenciários permanecem reféns na tarde de hoje (9) no Centro de Detenção Provisória de Taubaté. O motim começou na tarde de ontem (8) na unidade localizada no interior paulista.

Segundo a Secretaria Estadual de Administração Penitenciária de São Paulo, durante a manhã de hoje, dois religiosos foram liberados. No total, 11 membros de entidades ligadas a igrejas foram tomados como reféns. São pessoas que trabalham com as confissões evangélicas Deus é Amor, Cristo é Luz é Vida, Capelania de Taubaté e Assembleia de Deus.

A unidade prisional Doutor Félix Nobre de Campos tem capacidade para 844 detentos, mas abriga atualmente 1.512 pessoas.