Selic deve subir para acompanhar a previsão da inflação de 2021

Selic deve subir para acompanhar a previsão da inflação de 2021

Em entrevista ao Estadão, Luiz Carlos Mendonça de Barros, ex- presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e ministro das Comunicações, afirmou:

“O BC ficou com uma batata quente nas mãos, com inflação prevista para mais de 3% no ano que vem. BC e mercado erraram, mas não esperem um pedido de desculpas.”
Essa é a avaliação de Luiz Carlos Mendonça de Barros, que foi presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e ministro das Comunicações.

Para o economista, a taxa Selic é insustentável no patamar atual e deve voltar a subir, para um nível próximo a 3,5% ao ano, seguindo as previsões de inflação para o ano que vem.

A recuperação foi mais forte, o câmbio jogou mais lenha na fogueira e o BC ficou atrasado. A Selic é menor do que a expectativa de inflação.