Senador Malta deixa a turma da chupeta calada

magno_malta

O senador Magno Malta (PSC-ES)  reclamou das atitudes do advogado de Dilma, Eduardo Cardoso, que interrompeu a fala da Senadora Ana Amélia que presidia a sessão:

“Advogado tentando dar esporro na presidente da comissão? Isso é brincadeira! Ele não é senador, eu sou! Eu estou aqui pelo voto! Ele pode, eu não posso? Eu posso!”

Depois dos esperneios petistas contra as questões levantadas por Malta a uma das testemunhas de defesa de Dilma, o senador lembrou a leviandade de Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) e Gleisi Hoffmann (PT-RS) quando trataram o procurador Júlio Marcelo de Oliveira como militante político.

“Eles podem fazer as coisas, ninguém pode. Eles podem tudo, ninguém pode nada.”

Nem a falha no som do microfone de Malta impediu o senador – que também é cantor – de reagir à Bancada da Chupeta:

“Eu tenho voz forte, está todo mundo me ouvindo! Eu não tenho problema com microfone. Aí vem o senador Lindbergh [PT-RJ] com essa mesma cantilena enfadonha: ‘vai cair o governo Temer’… O de Dilma já caiu por corrupção! Já caiu!”

No embalo, Malta citou os acordos de delação premiada de Nestor Cerveró e Marcelo Odebrecht, que comprometem Dilma; mas encerrou o momento explosivo – que deixou Cardozo e Lindbergh caladinhos

Deixar uma resposta

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial