Senadores estão reclamando do afastamento do colega pego com dinheiro na cueca

Davi Alcolumbre, presidente do Senado, procura ter apoio dos parlamentares e dos ministros do STF para se manter no comando da Casa.. Nos grupos de WhatsApp de parlamentares, tem sido amplo o apoio ao senador  Chico Rodrigues, afastado do cargo pelo ministro do STF, Luis Barroso.
Alcolumbre não sabe se agrada ao STF ou se agrada aos parlamentares que estão revoltados com o afastamento ilegal do colega.

A decisão monocrática do ministro Fux de afastar o senador Chico Rodrigues, foi considerada afronta ao Parlamento. Por lei um Senador não pode ser afastado sem autorização dos senadores.

“Afastar um senador por decisão monocrática e antes da denúncia não tem guarida na Constituição. Ministro não pode estar preocupado só com “likes”, mas com a Constituição”, afirma Marcelo Ramos (PL-AM).

“A conduta do senador Rodrigues tem de ser apurada e, se comprovada como ilegal, ser duramente punida, mas dentro dos limites da lei e da Constituição”, completa Ramos.

Ângelo Coronel (PSD-BA), por exemplo, chamou a decisão de “afoita” e “midiática”. Mecias de Jesus (Republicanos-RR) classificou o afastamento do colega de “fato institucional da maior gravidade”. Até a oposição entrou no meio: Jean Paul Prates (PT-RN) disse concordar com os colegas no grupo.

“Não tem nada que desabone Chico Rodrigues. Espero que o Davi realmente tome providências e dê amparo legal ao nosso amigo e companheiro”, disse em áudio no grupo de senadores Vanderlan Cardoso (PSD-GO).