Jorge Roriz – Jornalismo de Excelência

Servidora pública agredida por bolsonaristas

Uma servidora pública de 37 anos foi atacada por dois homens e uma mulher na noite de domingo em um bar na zona norte da capital de Pernambuco. À polícia, ela disse que foi abordada pelo grupo por estar usando adesivos do então candidato Ciro Gomes (PDT) e do movimento ‘Ele não’, contrário a Jair Bolsonaro (PSL). Segundo a delegada Morgana Alves, ‘foi um crime de motivação política’. O fato ganhou repercussão após o relato da @Erica_Colaco, amiga da vítima. Bolsonaro e Fernando Haddad (PT) já se manifestaram sobre a escalada de violência dos últimos dias.