Sindicalistas desejam criar caos

O STF DECIDIU QUE O PONTO DOS SERVIDORES PÚBLICOS GREVISTAS SERÁ CORTADO. A PETEZADA REAGIU DIZENDO QUE VAI CONTINUAR O MOVIMENTO

“Nossa categoria não é de recuar com esse tipo de intimidação”, disse Sérgio Ronaldo da Silva, da Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Federal (Condsef), ligada à Central Única dos Trabalhadores (CUT). A entidade reúne 36 sindicatos que representam 61,5% dos 1,3 milhão de servidores públicos federais.

Milhões estão desempregados e alguns que possuem empregos desejam parar o país com greve ilegal.

O corte será mantido e vai doer no bolso dos grevistas; A decisão é da Suprema Corte (STF)