Sócio de WTorre pediu R$ 18 milhões para deixar licitação da Petrobrás

Novo delator da empreiteira Schahin na Operação Lava Jato, o engenheiro Edison Coutinho, declarou à Procuradoria da República que Paulo Remy Gillet Neto, sócio da WTorre, pediu R$ 18 milhões para deixar a concorrência das obras do Centro de Pesquisas e Desenvolvimento Leopoldo Américo Miguez de Mello (Cenpes), no Rio. A informação é do Estadão.

Leave a Reply