STF não vai julgar ADC nesta quarta- feira (11/04)

O ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), decidiu na noite desta terça-feira (19) atender ao pedido do Partido Ecológico Nacional (PEN) e suspendeu por cinco dias a tramitação da ação do próprio partido que quer barrar a possibilidade de prisão depois de condenação em segunda instância.

JUSTIFICATIVA PARA O ADIAMENTO:

Segundo o advogado, o argumento é que ele precisa de tempo para estudar o processo, pois entrou no caso nesta terça, após a destituição de Antonio Carlos de Almeida Castro, o Kakay. “Estou pedindo, como novo advogado, o adiamento do julgamento já que fui constituído hoje como advogado e o julgamento está marcado para amanhã e, obviamente, preciso de tempo hábil para estudar o processo”, afirmou Melo, enquanto aguardava audiência na antessala do gabinete do ministro Marco Aurélio. “Estou aqui para conversar com o ministro em relação ao prazo. Se será de 5, 7 ou 10 dias. Não sei. Vou conversar com ele”, disse.