Jorge Roriz – Jornalismo de Excelência

O voto de Gilmar Mendes

“PRECISAMOS SIM, LEVAR EM CONTA NÃO SÓ O ASPECTO NORMATIVO QUE AO MEU VER LEGITIMA; À COMPREENSÃO DA PRESUNÇÃO DE INOCÊNCIA  NOS LIMITES ESTABELECIDOS A PARTIR DO VOTO DO RELATOR, COMO TAMBÉM LEVAR EM CONTA A PRÓPRIA REALIDADE  QUE PERMITE QUE EXIGIR O TRÂNSITO EM JULGADO FORMAL TRANSFORME O SISTEMA EM UM SISTEMA DE IMPUNIDADE”.   […]