Temer cala a boca da petralhada

A decisão do presidente Michel Temer em só indicar um ministro para o STF após a escolha do relator da Lava Jato, é uma decisão de estadista.
Ele mostra que não quer indicar ninguém que possa ficar como suspeito de favorecer a ele e seus aliados no processo da Lava Jato.
Citado “Milhões de vezes” a única acusação contra Temer é que um amigo recebeu R$ dez milhões para Campanha. Sem prova alguma desse suposto recebimento.