Jorge Roriz – Jornalismo de Excelência

Temer é o mais eficiente e com menor custo

ÁUDIO – EDITORIAL DO JORNAL O ESTADO DE SÃO PAULO

Carlos Pereira, professor da Fundação Getúlio Vargas, doutor pela New School University e professor visitante na Universidade Stanford. Pereira desenvolveu uma medida objetiva para avaliar a eficiência de sucessivos governos. Usando uma metodologia chamada de ÍNDICE DE CUSTO DE GOVERNO, o estudo feito por Carlos Pereira e   publicado no jornal Folha de São Paulo de 29/10/2017 concluiu que o presidente Temer, comparado a FHC, LULA, DILMA, foi quem mais conseguiu aprovar matérias no Congresso a um custo relativamente baixo.

Reinaldo Azevedo:

Ainda assim, nesse pouco tempo, o governo Temer conseguiu:
a – aprovar uma PEC de gastos que, quando menos, impedirá o Brasil de virar um Rio de Janeiro de dimensões continentais:
b – aprovar na Câmara a medida provisória do ensino médio, depois de enfrentar um cipoal de mistificações e desinformação;
c – aprovar a MP do setor elétrico, área especialmente devastada pelo governo de Dilma Rousseff, a dita especialista;
d – aprovar o projeto que desobriga a Petrobras de participar da exploração do pré-sal –e contratos já foram fechados sob os auspícios do novo texto;
e – aprovar a Lei da Governança das Estatais, que é o palco principal da farra;
f – apresentar uma boa proposta de reforma da Previdência, que vai, sim, enfrentar muita resistência;
g – no BNDES, ultima-se o levantamento do estrago petista, e o banco se prepara para retomar financiamentos
.

Também aprovou o Teto dos gastos e a reforma trabalhista.

Leiam mais sobre o assunto, clicando nos títulos dos artigos abaixo de  autoria de Reinaldo Azevedo:

Fato, não “fake news” 1 – Índice de Custos de Governo de Lula: 518% maior do que o de Temer

Fato, não “fake news” 2 – Estudo sobre custo e eficácia prova o que se disse aqui sobre Temer

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.