Por que Temer ficará até 2018?

Temer seguirá até 2018 independente do “fora Temer” assim como ocorreu com FHC. Quem não lembra do “fora FHC”?

O ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal (STF), autorizou apuração dos fatos narrados na delação premiada do ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado, um dos delatores da Operação Lava Jato, que cita o atual presidente da república, Michel Temer.

Machado diz em depoimento, ter conversado com Temer na Base Aérea de Brasília, em setembro de 2012. Na ocasião, segundo Machado, o então vice-presidente pediu recursos para a campanha de Gabriel Chalita, então candidato à Prefeitura de São Paulo. Machado é conhecido em fazer delações falsas. Petrlaha, tem uma conversa comprometedora conversando com o Senador Jorge Viana. A simples afirmação de que Temer pediu algo, nada prova contra Temer.

A  Constituição diz que   o presidente da República não pode ser investigado por atos estranhos ao exercício da função durante a vigência do mandato. Nesse caso, Temer não pode ser afastado mesmo que fique provada a acusação de Machado.

A constituição diz que se a chapa Dilma-Temer for cassada pelo TSE até o final deste ano, o brasileiro teria a oportunidade de escolher um novo presidente da República em eleição direta. Mas isso dificilmente vai ocorrer.

Com a eleição para prefeito em outubro não haverá tempo para concluir o  julgamento e a decisão será   empurrada  para 2017.

Caso isso ocorra a lei determina que  o Congresso Nacional, com grande parte de investigados  na Lava Jato, deve , apontar o nome do próximo presidente.

A eleição indireta feita pelo parlamento atual seria algo estranho e por esse motivo os ministros do TSE dificilmente vão cassar Temer.